Pesquisar

Carregando...

DE ONDE VÊM OS METAIS?

A crosta terrestre é constituída de minerais, que são sólidos de composição definida,concentrados em depósitos ou rochas, como, por exemplo, o cacário, que contém o mineral calcita, CaCO3. Os minerais que contêm concentrações relativamente elevadas de determinados metais, dos quais os mesmos podem ser economicamente extraídos, são chamados de minérios. Os metais apresentam maleabilidade, ductibilidade, brilho, alta condutividade térmica e elétrica e por isso são de grande valor para o homem.
               


Os principais minérios de ferro, o metal mais utilizado, são a magnetita Fe3O4 e a hematita Fe2O3. O alumínio, mais abundante na crosta que o ferro e o segundo mais usado é extraído da bauxita (mistura de óxidos de alumínio). O manganês, usado na preparação dos aços de manganês, que são muito duros, é encontrado na pirolusita MnO2. O crômio, metal importante na produção de aço inoxidável e na galvanização, é extraído da cromita (MgFe)2CrO4. O magnésio é empregado na construção de naves espaciais e aviões devido a sua baixa densidade, sendo retirado da água do mar ou da da magnesita MgCO3 ou da dolamita CaMg(CO3)2. O titânio é importante pois suas ligas são leves e de elevada resistência mecânica, sendo extraído da ilmenita FeTiO3.

Magnésio
O consumo de metais abundantes, como alumínio, ferro, manganês, magnésio, crômio e titânio, tem aumentado muito neste século, graças ao fácil acesso às jazidas e aos avanços tecnológicos, apesar do consumo elevado de energia requerido no processamento. Esse uso crescente põe em risco o fuuro, que poderá apresentar escassez desses minérios. As maneiras de minimizar esse problema são a reciclagem dos metais e a proteção contra corrosão, que já vêm sendo praticadas em muitos países.